O Poder da Autorresponsabilidade (Paulo Vieira)

De acordo com Paulo Vieira, nossa vida pode ser entendida como a navegação de um barco?

O barco em que você está representa a sua situação de vida atualmente.

O seu sonho é o destino para onde você deseja chegar.

É claro que você não tem controle sobre alguns fatores, como as correntezas, os ventos e as tempestades.

Mas, se você não assumir o controle deste barco e ficar à deriva, deixando que as circunstâncias comandem a navegação, é praticamente impossível que você consiga chegar onde quer.

Muitas pessoas deixam que a vida as leve e dizem que são vítimas dos acontecimentos, vivem criticando o mundo inteiro e culpam os outros pelas suas situações.

O fato é que elas estão mais próximas de um naufrágio do que da terra firme.

Então, assim como um capitão de um navio, se você quer chegar a um destino, precisa assumir a responsabilidade sobre a sua vida e o controle sobre o barco.

Talvez você tenha que arrumar um mapa, ajustar as velas, enfrentar tempestades, alterar rotas ou até remar, em um caso de emergência.

Além disso, se você aprender a admirar o oceano e a amar a jornada, a viagem se tornará muito melhor. Essa é a única maneira de chegar em terra firme.

#1 Autoconsciência

Mas, para que isso seja possível, primeiro é necessário cultivar autoconsciência.

Você precisa ser capaz de perceber e compreender a diferença que existe entre os resultados que você tem obtido em sua vida e os resultados que você gostaria de obter é o reflexo do que você tem feito.

Então, preste mais atenção às ações e decisões que você tem tomado ao longo do dia.

Quando você desenvolver a autoconsciência, sua vida vai começar a se transformar.

#2 Autorresponsabilidade

Assuma a responsabilidade sobre a sua vida. A sua situação de vida é fruto das suas ações, pensamentos e crenças.

Ou você se colocou ou permitiu que os outros o colocassem na situação em que você está neste momento.

Ter consciência disso é libertador, pois você sabe que tem o poder de transformar a sua própria vida.

Se você está com problemas financeiros, não adianta jogar toda a culpa no governo, no seu chefe que não lhe dá um aumento ou nas elevadas taxas de juros do banco.

Pare de se fazer de vítima, assuma a responsabilidade pela sua vida e foque naquilo que você tem poder.

Quanto mais responsabilidade você assumir sobre a sua situação de vida, maior será o seu poder em transformá-la, porque, quando você muda, tudo muda ao seu redor.

Então, veja a seguir 3 leis que vão transformar a sua vida.

Lei #3 – Se é para buscar culpados, busque solução

Muitas pessoas têm o hábito de culpar os outros pelos resultados em suas vidas.

É fácil apontar o dedo para os outros, mas é difícil enxergar os próprios erros e encontrar uma solução.

Se os seus negócios não estão indo bem, ao invés de culpar o mercado, torne-se um profissional melhor e entregue mais valor aos clientes.

Enquanto você não mudar a sua mentalidade e atitudes, nada mudará em sua vida. Pare de procurar culpados e comece a focar na solução.

Lei #4 – Se é para se fazer de vítima, faça-se de vendedor

Há alguns anos eu perdi o meu emprego. E lembro de ver várias pessoas conhecidas, que estavam numa situação parecida, apenas reclamando e culpando os outros.

Naquele momento o mercado estava realmente escasso, mas nenhuma daquelas pessoas tinha a capacidade de olhar para si mesma e perguntar o que poderia fazer para resolver a própria situação.
Toda vez que eu perguntava, a resposta era que estava difícil e que estavam se candidatando para algumas vagas, etc. Infelizmente, elas continuavam deixando o controle do barco na mão dos outros.

O mais curioso é que, depois de tanto tempo, muitas delas ainda estão desempregadas. E outras tiverem que aceitar qualquer coisa, para conseguir sobreviver.

Ao contrário delas, eu assumi a responsabilidade. Entendi que se não havia uma oportunidade para mim, então eu mesmo iria criá-la.

Eu decidi montar meu primeiro negócio com a minha reserva de emergência, mas acabei falhando.

Mas ao invés de culpar o mercado, eu assumi a responsabilidade pelo fracasso e decidi tentar novamente.

Para de fazer papel de vítima! Se você quer mudar a sua situação, você deve agir como um vencedor.

Lei #5 – Se é para justificar seus erros, aprenda com eles

Muitas pessoas emocionalmente debilitadas parecem que foram programadas para negar ou fugir dos seus próprios erros.

Esse hábito paralisante é altamente destrutivo. Então, se você é uma dessas pessoas, pare com isso.

Qual o problema de errar? Todo mundo erra, eu também cometo vários erros.

A questão não é deixar de errar, pois a pessoa que não erra é aquela que não faz coisa alguma.

Entenda que errar faz parte do processo de crescimento, pois toda vez que você cria consciência e aprende com seus erros, fica mais próximo de ter sucesso.

Afinal, você não pode voltar atrás e fazer um novo começo, mas pode recomeçar agora e criar um novo fim.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *